Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Como é aferida a quebra de 40 % de faturação?

A quebra de 40% é aferida pela comparação entre a faturação média nos 30 dias imediatamente anteriores ao pedido e: 

  • a média mensal dos dois meses anteriores a esse período, ou 
  • o período homólogo do ano anterior. 

Exemplo: se o pedido é entregue a 30 de março, a média da faturação entre o dia 29 de fevereiro e 29 de março de 2020, comparada com a média da faturação dos meses de: 

  • dezembro de 2019 a janeiro de 2020; ou 
  • 29 de fevereiro a 29 de março de 2019. 

Ou 

  • Para quem tenha iniciado a atividade há menos de 12 meses, à média desse período. Nestes casos a quebra afere-se pela comparação entre o valor médio da faturação dos 30 dias imediatamente anteriores à data do pedido e o valor médio de faturação desde a data em que iniciou a atividade. 

Exemplo: se o pedido é feito a 30 de março de 2020 e a empresa está em atividade desde 1 de setembro de 2019, deve comparar-se a média da faturação entre o dia 29 de fevereiro e 29 de março de 2020 com a média da faturação de 1 de setembro de 2019 até 28 de fevereiro de 2020. 

Scroll to Top