Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As perguntas mais frequentes sobre Preços de Transferência

A temática dos preços de transferência constitui um dos assuntos da ordem do dia quando nos referimos aos conteúdos de matéria fiscal das organizações.

Para além de ter visto o seu âmbito alargado, passando a aplicar-se a todas as operações efetuadas entre um sujeito passivo e qualquer outra entidade com a qual esteja em situação de relação especial, a própria administração fiscal encontra-se cada vez mais atenta a este tema e às suas particularidades.

A Lei é clara: todas as organizações que faturam mais de 3 milhões de euros são obrigadas a organizar um Dossier Fiscal de Preços de Transferência.

Mas será esta condição tão linear?

O que preciso saber?

Que informação preciso recolher?

Haverá ainda questões e dúvidas por responder nas empresas?

Foi nesta premissa que a Moneris desenvolveu uma publicação com as mais frequentes perguntas e respostas sobre os preços de transferência, com o objetivo de auxiliar na sua compreensão, no preenchimento da IES e na organização do Dossier Fiscal de Preços de Transferência (DFPT).

Se a sua empresa estabelece com outras entidades relacionadas algum tipo de transação, nomeadamente partilha de custos ou serviços, aquisições ou venda de mercadorias e empréstimos, é importante apoiar-se numa equipa especializada para dar resposta a esta obrigatoriedade. 

Como a Moneris pode ajudar?

A organização do DFPT representa uma oportunidade para maior eficiência fiscal e financeira das empresas, permitindo também inverter o ónus de prova em sede de inspeção tributária, o que exige à AT deveres especiais de fundamentação.

Para uma otimização atempada e cuidadosa, apoie-se na nossa experiente equipa, que acompanha projetos nacionais e internacionais de Preços de Transferência, dispondo ainda da rede internacional de profissionais da MSI Global Alliance.

Dúvidas? Temos uma equipa de corporate finance pronta para o ajudar.

Scroll to Top