Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Novo adiamento da Declaração Mensal de Imposto do Selo (DMIS)

Novo adiamento da entrada em vigor da Declaração Mensal de Imposto do Selo (DMIS) para 1 de janeiro de 2021

Regras de pagamento referentes a janeiro, fevereiro e março de 2020

Através da publicação do Despacho 121/2020-XXII, de 24 de março de 2020, do Senhor Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais (SEAF), foi novamente adiada a entrada em vigor da Declaração Mensal de Imposto do Selo (DMIS), para o dia 1 de janeiro de 2021.

Este novo adiamento decorre, fundamentalmente, das atuais limitações emergentes da implementação do conjunto de medidas extraordinárias e de caráter urgente de resposta à situação epidemiológica atual (Coronavírus – COVID 19).

Nestes termos:

  • a) A obrigação de liquidação e pagamento do Imposto do Selo (IS) respeitante aos meses de 2020 pode ser cumprida através do procedimento e modelo de liquidação que vigorou até 31 de dezembro de 2019, ou seja, mediante preenchimento e submissão da guia multi-imposto prevista na Portaria n.o 523/2003, de 4 de julho, a qual voltará temporariamente a incluir o Imposto do Selo.
  • b) Até 20 de janeiro de 2021 os sujeitos passivos poderão efetuar a compensação do imposto liquidado e pago até à concorrência das liquidações e entregas seguintes, caso depois de efetuada a liquidação do imposto for anulada a operação ou reduzido o seu valor tributável em consequência de erro ou invalidade, incluindo erros materiais ou de cálculo.
  • c) A obrigação de liquidação e pagamento do Imposto do Selo referente aos meses de janeiro, fevereiro e março de 2020 pode ser cumprida até ao dia 20 de abril de 2020, sem quaisquer acréscimos ou penalidades, e que as restantes obrigações sejam cumpridas até ao dia 20 do mês seguinte àquele em que a obrigação tributária se tenha constituído.

Dúvidas.

A nossa equipa de consultores das áreas de contabilidade e assessoria fiscal podem ajudá-loConsulte os nossos profissionais.

Scroll to Top