Partager sur facebook
Partager sur twitter
Partager sur linkedin
Partager sur whatsapp

Rui Almeida s’attaque à l’automatisation et à la gestion des talents

Rui Almeida, PDG de Moneris, était l’un des dirigeants des sociétés de conseil contactées par Jornal Econmico, et a abordé la question de l’automatisation et de la gestion des talents.

Rui Almeida, CEO da Moneris, foi um dos executivos de empresas de consultoria contactados pelo Jornal Económico, e abordou a questão da automação e gestão de talento.

Gostaria de destacar dois desafios essenciais para as empresas de consultoria: tecnologia e gestão de talentos.

A tecnologia está a ter um impacto sem precedentes nas empresas de serviços profissionais.

A inovação tecnológica está, presentemente, a por em causa os modelos tradicionais de prestação de serviços, criando oportunidades e ameaças que têm de ser endereçadas.

No que diz respeito à consultoria em processos de rotina, a automação, digitalização e robotização são hoje fatores essenciais, indutores de produtividade e rentabilidade; por outro lado, no que diz respeito à consultoria de processos operacionais não recorrentes, de negócio e estratégicos, a visão tecnológica e de inovação tem de estar claramente enquadrada na proposição de valor apresentada pelos consultores.

Num segundo eixo, a gestão de talentos tornou-se igualmente um dos maiores desafios do setor de serviços profissionais.

A escassez atual de recursos qualificados leva a que haja uma concorrência permanente pelo conhecimento e pelo capital humano.

Atrair, desenvolver e reter talentos tornou-se, assim, um desígnio tão ou mais importante como ganhar novos clientes e novos projetos.

Sem os recursos certos e em suficiente escala, qualquer empresa de consultoria está condicionada na sua capacidade de crescer e de se desenvolver.

Clique aqui para ler o artigo completo.

Retour haut de page